Instituto Mamirauá - Conservação na Amazônia - Reconhecimentos - https://mamiraua.org.br/pt-br/institucional/reconhecimentos/

Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá

Institucional

Rafael Forte

Reconhecimentos


© Bernardo Oliveira

2000
- Prêmio Ambiental Von Martins com o projeto “Mamirauá Plano de Manejo”.

2002
- José Márcio Ayres é agraciado com o Prêmio Rolex por suas realizações no âmbito da ciência para a conservação.
- Prêmio Milton Santos de Saúde em reconhecimento à promoção de saúde de populações ribeirinhas.

2003
- As Reservas de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá e Amanã são reconhecidas pela UNESCO como Sítio do Patrimônio Natural da Humanidade.

2007
- Reconhecimento da Prefeitura Municipal de Tefé pelos serviços prestados à sociedade tefeense.

2010
- Pesquisador do Instituto Mamirauá, Robinson Botero-Arias, é agraciado com o "Castillo´s Conservation Prize", durante o 20º Encontro do Grupo de Especialistas em Crocodilianos da União Internacional Conservação da Natureza (IUCN), realizado em Manaus (AM).

2011
- Programa de Manejo de Pesca, do Instituto Mamirauá, é premiado pela Secretaria da Convenção de Ramsar das Nações Unidas, com a iniciativa de manejo de pirarucus.
- Inclusão do “Sistema de Bombeamento e Abastecimento de Água com Energia Solar” no banco de Tecnologias Sociais da Fundação Banco do Brasil.

2012
- Instituto Mamirauá vence o Prêmio Finep de Inovação 2012, na categoria Tecnologia Social, com o experimento de Sistema de Abastecimento de Água que consiste no bombeamento do recurso natural com uso de energia solar fotovoltaica.

2013
- Na categoria Assessoria de Comunicação, o Instituto Mamirauá vence 4º Prêmio Fapeam de Jornalismo Científico 2013.
- Finalista do Prêmio Milton Cordeiro de Jornalismo com a reportagem 'Pesquisa analisa condições de pesca para viabilizar manejo de aruanãs no estado do Amazonas'.
- Pesquisador do Instituto Mamirauá, Felipe Ennes Silva, vence o Prêmio Liza Veiga de Conservação concedido durante o 2º Congresso Latino-Americano de Primatologia realizado em Recife (PE), de 05 a 09 de agosto.

2014
- O Instituto Mamirauá concorreu com o projeto Máquina de Gelo Solar ao Desafio de Impacto Social Google Brasil. Chegou à etapa final, depois de concorrer com mais de 750 projetos e recebeu uma premiação de 500 mil reais.
- Homenagem da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) pelo trabalho desenvolvimento pelo Instituto Mamirauá.
- Concessão pela Câmara de Vereadores de Tefé do Honra ao Mérito Legislativo.
- Finalista do 4º Prêmio Fapeam de Jornalismo Científico 2014, na categoria Assessoria de Comunicação.

2015
- Prêmio Nacional da Biodiversidade, promovido pelo Ministério do Meio Ambiente, com a iniciativa “Conservação do Peixe-boi  Amazônico”.
- Prêmio IGUi Ambiental, com a iniciativa “Tartarugas aquáticas amazônicas: a vida adaptada ao ciclo anual de cheias e secas dos rios”.
- Finalista do Energy Globe Award com a iniciativa “Gestão Compartilhada dos Recursos Pesqueiros”.
- Finalista do Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social 2015, com a iniciativa “Gestão Compartilhada dos Recursos Pesqueiros”.
- Prêmio Fapeam de Jornalismo Científico 2015, com a reportagem “Elas na Pesca”.
- Finalista do Prêmio Professor Samuel Benchimol e Banco da Amazônia de Empreendedorismo Consciente 2015, com o projeto “Aeróstato Remoto de Telecomunicação e Sensoriamento para Inclusão Digital”.
- Finalista do "World Responsible Tourism Awards", com a iniciativa “Pousada Uacari”.
- Prêmio TOP de sustentabilidade 2015, concedido pela Associação Brasileira de Operadores de Turismo, com  a iniciativa “Pousada Uacari”.
- Vencedor do prêmio “Green Talent”, promovido anualmente pelo Ministério do Meio Ambiente da Alemanha, pela técnica do Instituto Mamirauá, Paula Araujo.
- Finalista do Prêmio Milton Cordeiro de Jornalismo  com a reportagem 'Mãe perto, ninho protegido'.
- Reconhecimento a trabalhos apresentados durante o 16º Congresso Brasileiro de Primatologia, realizado de 9 a 13 de novembro, em Manaus, sendo: Prêmio Liza Veiga para Priscila Maria Pereira, uma das autoras do estudo "Caracterização do abate de primatas em comunidades tradicionais da Amazônia Central" e 3º lugar - Menção Honrosa para Fernanda Paim, uma das autoras do estudo "Monitoramento de uma espécie ameaçada de macaco-de-cheiro (Saimiri vanzolinii) em uma unidade de conservação na Amazônia Central".

2016
- Vencedor do Best Paper of Ecology and Society Award, da revista Ecology & Society, com o artigo sobre a veiculação de atividades de caça esportiva de mamíferos no Brasil por vídeos postados no Youtube, pelos pesquisadores Hani El Bizri, Thaís Morcatty, João Valsecchi e Jéssica Lima.
- Finalista do Prêmio St. Andrews para o Meio Ambiente, da Universidade de St. Andrews, na Escócia, com o projeto de sistema de manejo sustentável e participativo do pirarucu.
- Pesquisador associado do Instituto Mamirauá, Hani Bizri, foi um dos 25 jovens selecionados pelo Ministério de Educação e Pesquisa da Alemanha para a premiação do Green Talents Award.

2017
- Inclusão do “Manejo Sustentável de Recursos Florestais Madeireiros em florestas de várzea” no banco de Tecnologias Sociais da Fundação Banco do Brasil.
- Reconhecimento pelo Instituto Federal do Amazonas (IFAM-Tefé) ao Instituto Mamirauá como um “Amigo do IFAM”.

2018
- A Pousada Uacari, gerida pelo Instituto Mamirauá e comunidades da Reserva Mamirauá, foi a única finalista brasileira do Prêmio Turismo para o Amanhã (Tourism for Tomorrow).
- Em maio, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) anunciou o Instituto Mamirauá como vencedor do Prêmio José Reis de Divulgação Científica e Tecnológica 2018, em reconhecimento ao seu trabalho de divulgação nos últimos anos.
- Menção honrosa na 1ª edição do Prêmio Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) Brasil pela prática “Água, esgotamento sanitário e higiene para qualidade de vida de populações ribeirinhas na Amazônia”, da categoria “Ensino, Pesquisa e Extensão”.
- Reconhecimento do Instituto Doar, Rede Filantropia e pela consultoria Mundo Que Queremos com “Melhores ONGs 2018”.

Financiadores